dailyplanet #009 | pessoas que você inveja mas ainda quer bem

Fé é uma palavra aberta. Ela trabalha para a Igreja e trabalhou ao lado do Inter o ano todo, mas deu no que deu. Às vezes a fé some. Quando você percebe que está tomando café velho há dias e mesmo assim já é meia noite e seu corpo quer dormir, mas você teve uma ideia tão legal e ela merecia muito ir para o .docs, mas você também precisa arrumar sua coleção de livros e arrumar a mala para viajar final de semana e então agora você acabou de perder quinze minutos pensando em como fazer tudo isso, e ainda ter fé que sua ideia seja mais que-um-asterisco-no-.docs-que-tem-uma-lista-de-ideias-com-asteriscos.

giphyPor isso, eu copio os outros. Ou penso que copio. Perco alguns momentos do meu dia imaginando o que grandes autores ou pessoas que eu admiro estavam fazendo na minha idade; se tinham as mesmas dúvidas e se seus salários também acabavam antes do fim do mês.

+ PARA VOCÊ COPIAR TAMBÉM: O QUE ALGUMAS PERSONALIDADES ESTAVAM FAZENDO NA SUA IDADE.

A Pam Gonçalves, responsável por esse canal queridinho de literatura (e dois livros publicados), sempre comenta como sua rotina inclui esse nível básico de stalkiamento aos escritores. A ideia é entender como diferentes rotinas de escrita funcionam, como curiosidade e direcionamento. Mais pessoas provavelmente também se identificam com isso, se não, por que esse post sobre a rotina diária de 18 autores famosos existiria?

gavin-garagem-de-luxo

J. K. Rowling é uma dessas referências básicas para mim, não só por Harry Potter, mas pelo seu humor autêntico e sua capacidade em contar estórias. Minha dica é: acompanhe o twitter dos seus escritores favoritos, siga seus blogs mal formatados e confira podcasts simpáticos. O mínimo que vai fazer é lhe distrair um pouco durante o dia e lhe dar mais vontade de continuar a escrever.

Esses são os autores que mais acompanho:

Raphael Draccon: TwitterFacebookSite
Enrique Coimbra: FacebookYoutube (além de falar sobre assuntos gerais, ele fala da rotina de ter 23 anos e ter largado emprego e faculdade para escrever)
Andre Vianco: BlogVivendo de Inventar (você vai receber bastante material útil dele se assinar o feed – do blog, do Vivendo de Inventar… ele sempre vai aparecer pelo seu e-mail com dicas e oportunidades de cursos próprios)
Eduardo Spohr: FacebookTwitterBlog e Podcast (Eduardo é macaco velho nesse meio, e o Desconstruindo é um dos podcasts mais bacanas, mesmo que demore um pouco a ser lançado)

Sinceramente, tem outros vários, mas é interessante você entender o que te motiva. Neil Gaiman? George R.R. Martin? Pesquise, uma coisa leva a outra.

Além deles, vale a pena “catar” entrevistas antigas por aí. A última que encontrei foi essa da JK para a Oprah (talvez eu tenha gostado tanto por ser potterhead, admito).

Seja lá o que te ajuda a buscar inspiração, faça. Corra, coma coisas com gordura, tome chá verde, leia livros do submundo e converse com pessoas aleatórias no Twitter. Não importa, a única coisa realmente importante é você encontrar motivação para continuar fazendo o que gosta.

E isso pode mudar, sabe, você é autorizado a gostar de diferentes coisas na vida. 

Share on Facebook6Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Tumblr0