Análise: RUM: Diário de um Jornalista Bêbado: Hunter S. Thompson

Livro lido em 2014, então essa análise é mais como uma lembrança do que estava lendo naquela época. Decidi compartilhar as impressões de qualquer forma, mesmo sendo mais um relato do que uma crítica. Primeiras impressões sempre são válidas, compartilhe a sua também!

***

Decidi escrever sobre esse livro depois de beber algumas cervejas, simplesmente para honrar sua memória. É um livro bêbado, para bêbados. Mas não apenas bêbados de rum, cerveja ou tédio. Bêbados da vida, bêbados de medo, bêbados de pensamentos confusos e empregos insatisfatórios.

Enquanto escrevo, Bob Dylan toca no player. O que, também, é para honrar a memória do livro. Ele fala sobre Paul Kemp e sua ida para Porto Rico, em San Juan, trabalhar como jornalista para o DailyNews. Seu objetivo em se esconder em um lugar tão afastado da sua velha conhecida Nova York era justamente a paz que nasce longe dos concretos de uma cidade grande. Lá, em meio a praia e o rum com gelo, Kemp nadou pelado, apanhou de policiais, fez amor na praia, fez sexo na cama, bebeu e bebeu de novo.

É uma história sem história. Um relato quase cru da própria passagem do autor pelas mesmas terras do protagonista, narrando a vida dele e das pessoas que conhecey; dos amigos imundos, com sonhos perdidos, das grandes canções e festas. De tanto que ele narra o dia-a-dia em San Juan, o leitor comece a sentir uma pequena vontade de acordar as 10AM com sol batendo na cara e tomar um café matinal com bacon, ovos e rum no bar do Al.

O mais importante sobre o livro é justamente essa “falta de história”: enquanto nenhuma linha direta é descrita, além da tentativa de adaptação e sobrevivência de Kemp naquela ilha imunda, o autor divaga sobre a vida. Sobre escolhas e sobre espíritos perdidos, que tristemente admitem que nunca conseguiram ter uma vida fixa em algum lugar sem morrer de tédio. Ele fala profundamente de pessoas, e por isso a única história a qual o livro pode se resumir é: vida. Quais as vidas que escolhemos levar, quais as vidas que esperamos e quais as vidas que realmente vivemos. Não tão impactante quando O Lado Bom da Vida, mas altamente construtivo e bom.

***

Editora: LPM

Título Original: The Rum Diary

Autor: Hunter S. Thompson

Onde encontrar: Submarino, Amazon (vai de Capa Comum que é barato e vale a pena)

Número de páginas: 256

Data de lançamento: Edição 2011

Veja no SKOOB.

Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Tumblr0